Diversidade e inclusão nos 60 anos da bárbie

0
395

Diversidade e Inclusão em uma linha da Barbie. O lançamento da Mattel reflete a óbvia necessidade de representar a sociedade como ela é. Mas essa não é a primeira vez que a empresa tenta isso.

Segundo o @catracalivre, em 1997 surgiu a Becky, uma amiga da Barbie que usava cadeira de rodas. Becky deixou de ser fabricada porque seus acessórios não eram compatíveis com os outros itens da linha, como a Casa dos Sonhos em que Barbie mora. Ou seja, a casa dos sonhos não era acessível e os itens da Barbie não eram adaptados (a “brincadeira refletindo a vida”, concordam?). Desta vez, o corpo das Barbies com deficiência será articulado para que elas possam sentar-se facilmente na cadeira de rodas.

Mas quanto deve custar? O conjunto com boneca, cadeira de rodas e a rampa de acesso para a Casa dos Sonhos será vendido por US$ 19,99 (R$ 74). A Barbie com a prótese removível custará US$ 9,99 (R$ 37). E claro, vale lembrar que a linha de diversidade tem bonecos que representam não apenas a deficiência física. Dá uma olhada aí na foto e veja os outros bonecos da coleção.

O que você achou?

Aproveito aqui para falar da nossa super @tinadescolada que já apareceu lá no feed do reab e que é um projeto lindo cheio de representatividade que vale a pena você conhecer.

Se você não conhece nosso canal no youtube, clica aqui e vai ver mais! =)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.