Dispositivo que “ajuda a andar” da Honda

0
198

Você usaria uma tecnologia assim? Indicaria para seu paciente? Esse é o “Honda Walking Assist Device” e foi desenvolvido para auxiliar pessoas com dificuldades de locomoção, seja por um processo natural (como o envelhecimento), traumático (perda de força após cirurgia ortopédica) ou alterações neurológicas, (como acontece no Acidente Vascular Encefálico – AVE | AVC). Sendo as pessoas com AVC o foco da empresa.

Ao ser acoplado na cintura pélvica e pernas de quem usa, o dispositivo facilita o desempenho de padrões de caminhada mais eficientes e simétricos, permitindo até que o paciente tenha mais agilidade e até percorra distâncias mais longas, já que o uso do dispositivo diminui o esforço e sobre os membros inferiores.

Funciona assim: o dispositivo detecta as posições das articulações do quadril durante a caminhada por meio de sensores que orientam os movimentos dos membros inferiores, fornecendo uma leve força auxiliar às pernas. Assista o vídeo e veja como o dispositivo funciona:

O dispositivo rastreia a simetria entre as pernas esquerda-direita, a mobilidade do quadril, a velocidade de caminhada e outros parâmetros da locomoção, além de correlacionar essas características com o histórico do usuário, permitindo com que os dados sejam analisados e reavaliados ​​em um computador pessoal. Ou seja, dá força, dá um “empurrãozinho” e tudo isso vai sendo registrado.

Em 2015, a Honda começou a comercialização para as clínicas de reabilitação no Japão e o dispositivo está sendo usado em proximadamente 250 instalações em todo o país. A Honda também obteve a certificação de seu dispositivo, que já está sendo comercializado na Europa desde 2018. Nos EUA recebeu agora em 2019 a “Notificação de Pré-Mercado” da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA), ou seja, está no caminho de ser comercializado.

O produto ainda está em fase de estudo sobre sua eficácia, principalmente pensada para o uso durante reabilitação de força de membros inferiores após Acidente Vascular Encefálico (AVC/AVE). Antes da pergunta: Não, infelizmente essa tecnologia ainda não chegou ao Brasil. Maasss como sempre dizemos por aqui: saber que elas existem é o primeiro passo.

Se você não conhece nosso canal no youtube, clica aqui e vai ver mais! =)