Dislexia: definição, diagnóstico e tratamento.

1
4188

A dislexia é hereditária e atinge até 17% da população mundial. Muitas vezes é a pessoa com dislexia é taxada de preguiçosa, o que não é verdade, entenda de forma simples do que se trata, como é o diagnóstico e o tratamento dessa condição.

Dislexia pode gerar muito sofrimento pela dificuldade básica de: juntar letras para formar sílabas e juntar sílabas para formar palavras, comprometendo a escrita e a leitura, gerando a incapacidade parcial de entender o que se leu. Esta “incapacidade parcial”  não tem relação com a inteligência, nem tão pouco com os aspectos culturais. Dar som às letras é muito difícil, compreender o que elas significam torna-se um verdadeiro desafio.

Essa dificuldade de compreensão da linguagem é reflexo de alterações neurológicas. Na hora de ler e escrever ativam-se a área de identificação das letras, a área que dá “significado” e uma outra que processa todas as informações. Falando assim, se percebe de cara o quanto é complexo neurologicamente ler e escrever (olha que ainda nem falamos dos aspectos motores da escrita, que também envolvem outras áreas cerebrais).  Perceba o quanto o caminho é de atividades tão simples como ler e escrever, independente de como ele funcione, é longo e complexo.

O “problema” da dislexia está na as áreas  do significado e do processamento que não funcionam tão bem quanto deveriam, fazendo com que a área de identificação tenha que trabalhar mais e fique sobrecarregada, exigindo até que o hemisfério direito seja também requerido. Essa ativação do lado direito nos deu e dá gênios e artistas disléxicos incríveis, sabia?

Da Vinci,  Michelangelo, Van Gogh…. eram disléxicos!!!

Tom Cruise, Robin Williams e Woop Golber… são disléxicos!!

Ou seja, a dislexia não impede a inteligência e criatividade!!

(Quer conhecer outros disléxicos famosos? Clica aqui!)

E agora vc deve estar imaginando… e como os atores decoram suas falas já que precisam ler? Bem, eles usam a estratégia de ler para um gravador, escutar e pronto, memorizam!! Assim como os atores usam estratégias, esses outros grandes personagem históricos também precisaram adotar estratégias. Mas só com estratégias se resolve o problema? Não…

A dislexia precisa ser tratada!!! Fonoaudiólogos e psicopedagogos podem ajudar muito e as pessoas com dislexia podem ter uma vida normal.

O diagnóstico da dislexia é dado pela equipe interdisciplinar de reabilitação e precisa de um parecer do Neurologista. Também a avaliação e a observação do professor.

Assista alguns vídeos sobre dislexia e entenda mais sobre essa condição, o diagnóstico e tratamento:

TV Sentidos

Fantástico

Um link útil para quem se interessa pelo tema: Associação Brasileira de Dislexia.

 

Vocês têm mais alguma coisa para acrescentar ou compartilhar com os outros leitores? Comente!

________________________

Gostou do post? Clica no botão do Google Plus (Google +1)  aí embaixo e avisa ao google que esse post é de qualidade!! Assim você estará nos qualificando e garantindo ainda mais qualidade no site.

Vamos ganhar esse clique valioso?? Obg!! =)

Ah, para os fãs de Facebook que querem espalhar o post “por aí” é só clicar e compartilhar! 

_____________________

Imagem: rachael voorhees

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.