Dicas para melhorar o aproveitamento dos brinquedos e livros das crianças!

0
2884

A verdade é que quando o assunto é brinquedos e livros, menos é mais. Como terapeuta ocupacional sempre soube da importância de organizar os estímulos tornando-os acessíveis e atrativos, o que eu eu não sabia é que como mãe eu teria a tendência a sempre achar que os brinquedos e livros da minha filha nunca eram suficientemente legais, ou seja, eu não sabia que existiria volume e como consequência uma necessidade constante de rodízio para melhor aproveitamento deles.

Minha tem “poucos brinquedos”, somando todos uns 15 ou 20. Para a quantidade de espaço que temos disponível por aqui para guardar, só esses já representam muitos. Ah, e nesse universo muitos são presentes e outros da categoria “não resisti” porque achei adequado confeccioná-los ou comprá-los.

Apesar do número total, ela só tem acesso a poucos. Atualmente, uns cinco na sala, onde ela fica muito, e outros cinco onde também brinca bastante, no quarto (deliciosamente montessoriano). Procuro fazer isso com os livros também.

Aqui estão algumas dicas que podem ajudar na organização dos brinquedos e livros dos pequenos:

Na hora da organização dos livros e brinquedos é super importante ter em mente a frase: “menos é mais”.

Para ajudar nesse raciocínio, aí vão dicas bem práticas:

✏️ Deixe uma média de 5 a 7 brinquedos/livros nos ambientes onde a criança brinca. Aqui em casa eles ficam na sala e no quarto dela.

✏️Deixe-os na altura da criança para que ela possa ter acesso fácil, manipular e até guardar, quando for a hora desse aprendizado entrar em cena.

✏️ Faça sempre rodízio dos livros e especialmente dos brinquedos. Dos 5 que vc deixar disponível pode até deixar os 2 preferidos e colocar 3 outros “novos”. Às vezes, eles nem são novos mesmo, mas a criança vai recebê-los sempre com curiosidade e entusiasmo.

✏️Considere sempre a faixa etária da criança, bem como as habilidades que ela já desenvolveu e precisa desenvolver explorando esses brinquedos. Ah, e os interesses da criança também. Por aqui música é um grande interesse, aí sempre tem um “instrumento” ou um livro/brinquedo musical.

Na foto do post vocês veem o momento de “curadoria” da minha filha, #olgaleite. Desses, 5 foram para o quarto e uns 4 ficaram na sala. Depois até falarei no nosso instagram @reabme dos livros que parecem chamar mais atenção nessa faixa etária dela (1ano e 5meses).

 

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.