Conheça a primeira vila dedicada a portadores de Alzheimer

1
4661

A Holanda, país com um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano da Europa (e do mundo) surge como pioneira na criação de uma aldeia em que todos os seus moradores possuem uma característica em comum: são portadores da Doença de Alzheimer. Sim, um aldeia idealizada, criada e mantida até então com sucesso para idosos com demência.

A aldeia é localizada na capital da Holanda, Amsterdã, contado até então com 160 residentes, separados por grupos de afinidade, interesses e origens.

O projeto foi designado como “Dementia Village” ou “Hogeweyk” e foi idealizado desde 2009 pelos arquitetos Frank van Dillen e Michael Bob. Segundo os idealizadores, o projeto surgiu da necessidade da existência de um local seguro onde os portadores de Alzheimer pudessem manter suas atividades sociais, como sair com os amigos, ir jantar em um bom restaurante e desenvolver suas tarefas diárias com segurança. Para Frank van Dillen e Michael Bob o mundo é muito pequeno para portadores de demência, grandes feitos talvez já não importem mais, são as pequenas coisas que fazem sentido no seu dia-a-dia e para isso nada melhor do que viver em um lugar criado e monitorado especialmente para suas necessidades. Local este muito diferente de instituições que tendem a isolar o idoso do mundo, da sensação de independência, de satisfazes simples vontades como por exemplo: ir a uma loja de roupas, a uma loja de ferramentas ou um salão de beleza.

A aldeia tem como objetivo desconstruir a ideia de que os portadores de demência precisam ficar isolados da vida social e destituídos de sua privacidade. O local possui supermercados, lojas e ambientes de lazer, onde os idosos convivem, travam relações e desfrutam experiências em comum. Todo o local (tanto o ambiente doméstico quanto o social)  possui profissionais durante 24h, aptos a auxiliar os moradores em suas atividades.

A decoração do ambiente doméstico é toda baseada no perfil do morador, através de informações obtidas pela família o ambiente é todo decorado com objetos e temas específicos. A ideia é manter uma coerência do ponto de vista estético para possibilitar o bem-estar físico e mental e gerar o conforto daquele que irá habitar a moradia.

Segundo os próprios criadores a “Dementia Village” foi criada e é mantida “para aqueles que se esqueceram quem são. Para aqueles que não contam mais o tempo. Para aqueles a quem o amor e o cuidado é tudo o que mais importa. A “Demência Village” cria ambientes de vida personalizados para idosos com demência. Sem grandes edifícios anônimos, conta com áreas residenciais gerenciáveis, monitoradas e agradáveis.  Um lugar onde os moradores sentem-se confortáveis, seguros e em casa. Onde eles gostam de viver os seus dias conectados aos familiares, cuidadores e profissionais de saúde. Onde podem desfrutar da vida preciosa que eles ainda querem levar.”

O projeto até então tem sido um sucesso e está inspirando um muito semelhante nos Estados Unidos, na Califórnia.

O que vocês acharam do projeto? Deixem aqui sua opinião!

Ficaram curiosos? Vamos deixar aqui o link para o site do “Dementia Village”.

 

Veja também:

Aparelho de jantar para pessoas com demência

Aplicativo com memórias para ajudar pessoas com demência e seus familiares

Por que pessoas com demência fazem perguntas repetitivas? Como agir nestas situações?

 

Conheça os cadernos de exercícios para estimulação cognitiva Reab.me!!

caderno culinária
caderno culinária

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.