Como reconhecer os sinais do Autismo?

8
3352

Assistam o vídeo e confiram. Ah, e lembrem-se qualquer dúvida ou esclarecimento procurem profissional habilitado.

Caso algum dos profissionais que acompanham esse site queiram comentar ou esclarecer alguma coisa para familiares ou amigos de pessoas com suspeita ou já com Autismo diagnosticado, basta teclar!!!

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Mais e quase tudo sobre minha história: Ana Leite, formada em Terapia Ocupacional na Universidade Federal de Pernambuco (Brasil). Minha experiência clínica como terapeuta é com a pessoa adulta e idosa com disfunção cognitiva que apresenta dificuldades na realização de suas atividades cotidianas. O processo de tratamento dos meus pacientes sempre envolveu intervenções que visavam a maior participação possível em atividades cotidianas significativas. As ferramentas utilizadas nesse processo incluíam orientações sobre adaptação do ambiente e da tarefa a ser realizada, organização de rotina e estimulação/reabilitação cognitiva. Tenho especialização em Tecnologia Assistiva, onde me instrumentalizei sobre o uso equipamentos e dispositivos que podem aumentar/permitir a funcionalidade. Fiz mestrado em Design, na linha de pesquisa de Ergonomia. Participei do desenvolvimento e validação de uma metodologia de avaliação do ambiente construído (MEAC). Na minha pesquisa estudei as variáveis arquitetônicas do ambiente moradia das pessoas idosas que residiam em ILPI (Instituição de Longa Permanência para Idosos). Nesse processo pude acrescentar ao conhecimentos da Terapia Ocupacional esse olhar mais aprofundado sobre o ambiente de moradia. Assim, compreendendo melhor qual o impacto que o ambiente físico/construído possui no funcionamento diário das pessoas idosas. Sou criadora da primeira marca digital, em língua portuguesa, dedicada a produção/divulgação de conteúdo especializado no contexto de reabilitação, reab.me. Produzo conteúdos textuais e audiovisuais através da curadoria de revistas científicas e outras referências técnicas; edito conteúdos de colaboradores, profissionais de reabilitação, de diversas áreas, que escrevem para o reab. Além de assuntos técnicos, escrevo sobre questões relacionadas à saúde mental dos terapeutas, tendo em vista a crescente necessidade de falar de autocuidado e bem estar para os profissionais de saúde. Tema que tem surgido de forma crescente e preocupante nos bastidores de prática clínica e até em pesquisas. O reab.me edita, produz e distribui em loja digital própria (que vocês encontram aqui no site!), produtos para serem usados por profissionais, cuidadores formais e familiares no processo do cuidar. Os produtos desenvolvidos contam com outros profissionais que opinando, através dos seus conhecimentos específicos, e testando contribuem na co-criação desses produtos. Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

8 COMENTÁRIOS

  1. Sou psicopedagoga e trabalho com autistas também… Uma importante dica: a maioria tem uma inteligência superior, e é só descobrir sua afinidade. Mas tome muito cuidado, pois são extremamente sensíveis aos sentidos. Evite sons altos, cores fortes, cheiros fortes, evitando também muito contato com sua pele, porque pode até doer…

  2. Antes de rotular a criança, procure um profissional com experiência na área. Pode ser que alguns estímulos dos familiares levem a criança a ter atitudes parecidas com a de uma criança autista mas, um bom profissional vai identificar se o problema é na criança ou no meio que ela vive, precisando o meio estimular de forma mais adequada a criança.

  3. Muito bom o vídeo.
    é muito importante um diagnóstico precoce. Meu filho comecou os tratamentos com 2 aninhos e 1 mês, fazia varias terapias. ate 5 por dia, larquei o meu trabalho só pra acompanhá-lo e valeu a pena.
    Hoje tem 7 anos, fala de tudo (comecou a falar com 4 anos), esta numa escola regular e nao precisa mais de terapia, ganhou alta de todas e nao tem mais autismo. Ainda tem dificuldades em fazer amizades, nao tem amigos, mas nao tem nenhum outro problema e tudo eu reconheco que foi gracas ao diagnostico e intervencao precoce.

    Gracas a Deus moramos na Europa e isso facilitou bastante, pois nao precisei pagar nada e sinto que estao mais avancados com relacao a diagnóstico e tratamento.

    lute pelo seus filhos pais!!!!! faca tudo para que se tratem e recebam: Fonoaudiologo, psicologo, terapia ocupacional, psicopedagogia, musicoterapia, meu filho fez isso tudo.

    abraco

    • Aí tudo isso é de graça? Meu filho tem autismo tem 5 anos é uma criança maravilhosa, muito esperta e inteligente, ele parou de falar e eu não consigui mais pagar as terapias, aqui no Brasil tudo q é de graça é bem pouca coisa é muito defasado e sempre tem uma fila enorme para atendimento, não sei mais o que fazer parei de trabalhar para acompanhar ele é por conta disso é da crise financeira minha renda caiu muito, estou cansada desse país.

  4. INFELIZMENTE A REALIDADE NO BRASIL ESTÁ MUITO DISTANTE ,VEJO UM DESCASO MUITO GRANDE,FALTA DE INTERESSE E PREPARO DOS PROFISSIONAIS E UMA POPULAÇÃO TOTALMENTE SEM INFORMAÇÕES E ALGUNS QUE SE DIZEM SABEDORES ATRAPALHANDO AINDA MAIS ,TENHO UM FILHO DE 11 ANOS ,COMEÇOU TRATAMENTO NA APAE COM 2 ANOS POIS FOI DESDE MUITO NOVINHO NOTÁVAMOS MUITAS COISAS EM SEU COMPORTAMENTO QUE RESOLVI PAGAR UM NEURO LÁ,ELE ENCAMINHOU PARA AS TERAPIAS ,COMEÇOU COM TO E NÃO CONSEGUÍAMOS AVANÇAR POR FALTA DE VAGAS ,UM DIA FOMOS CONVERSAR COM ASSISTÊNCIA SOCIAL E ELA DISSE QUE ELE PODIA ESPERAR SEU CASO NÃO ERA TÃO GRAVE ASSIM FOI MINHA PRIMEIRA E ACREDITO MAIOR DECEPÇÃO DESSA CAMINHADA ,NÃO TIVEMOS SUCESSO QUASE NENHUM EM 3 ANOS DE TRATAMENTO,ELE HOJE FALA,ESTÁ COMEÇANDO A INTERAGIR MAIS,NÃO LÊ NEM ESCREVI MAIS É MUITO INTELIGENTE,MELHOROU EM ALGUMAS COISAS E AGORA ESTÁ FREQÜENTANDO AS TERAPIAS E ASSIM ESPERO O LAUDO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.