Como desbloquear o raciocínio clínico?

0
1961

E PARA ONDE VOU AGORA? Essa pergunta é comum em um processo terapêutico e voltar à sua referência pode a ajudar a “desbloquear” seu raciocínio clínico.

Acredito que todos nós precisamos eleger um livro referência para nos ajudar a não esquecer quem somos e por onde caminhamos. E, o bloqueio no raciocínio clínico pode ter essa causa: a imersão em uma história ou em um campo de conhecimento que não é o seu.

Vou deixar aqui algumas considerações que podem ajudar nesse processo de curadoria para encontrar seu livro e suas respostas:

  •  Esse livro te ajudará a compreender (de fato!! Sem “decorebas”!!) as bases do trabalho que você já exerce ou exercerá. Sendo assim, é um livro de fundamentos e que tenha uma a linguagem acessível! 
  •  Te ajudará a integrar a Teoria e a Prática. Te mostrará a lógica, a relação do que é feito às razões pelas quais se faz, fornecendo evidências para apoiar essas ações. É um livro que te trará os fundamentos técnicos e a relação com práticas respaldadas.
  • Livros de especialidades podem ser bons livros de referência, por exemplo, um livro-chave para a prática do Autismo ou um Tratado de Geriatria. O que é importante é que esse material tenha um capítulo ou espaço dedicado à prática da sua profissão. Afinal, às raízes teóricas e aos motivos da intervenção que queremos voltar, quando consultamos nossos livros de referência.

Para quem trabalha em áreas muitos específicas e interdisciplinares, onde é necessário beber de outras fontes constantemente, ter o livro de referência totalmente ou parcialmente dedicado à sua especialidade profissional ajuda a “voltar a si”. Não correndo o risco de seguir por um outro caminho e não contribuir com o seu conhecimento técnico de formação. É um equivalente a uma chuveirada fria depois de correr uma maratona.

Para resumir: Naquele momento absolutamente normal, típico e até necessário de “quase-desespero” profissional, é com esse livro de referência que você tomará um café ou qualquer coisa que te lembre que existe luz no final do túnel.  Vamos em frente!

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.