Colheres com emoções: recurso para pais e terapeutas

0
2511

Não, não precisa comprar nada! Tudo o que você precisa você já tem em casa para fazer as colheres com emoções!

Materiais: papel branco, hidrocor de cor escura (para favorecer o contraste), fita adesiva transparente e colheres.

Mas por que fazer as colheres com carinhas que representam emoções?

A hora da refeição pode ser lúdica e também de aprendizado. Essas colheres podem ser o recurso que pais usem para contar histórias e estimular as crianças na hora de comer, favorecendo esse momento que pode ser complicado para alguns pequenos ouuuuu também recurso para terapeutas que precisam trabalhar o reconhecimento de emoções com seus pequeninos clientes por meio do brincar ou de outras formas.

Gostaram? Ah, como as colheres “emotivas” estão com as expressões cobertas pela fita adesiva, a lambança com a comida não suja os rostinhos. 😉

Pensamos também que os pratos poderiam aderir a moda e utilizamos alguns descartáveis para ilustrar a ideia.

Uma outra dica: que tal permitir que a criança pinte a borda do prato que vai comer? Vai que dá certo! 😉

20140109-124609.jpg

20140109-124621.jpg

20140109-124633.jpg

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.