Aluno bem sentado é aluno atento!! Boa postura na sala de aula.

0
6814

Trabalhar em uma cadeira muito alta, que os pés ficam balançando, que a altura não está de acordo com a altura da mesa e dificulta uma postura confortável para ler papéis e acessar o computador, já é motivo suficiente para procurar o departamento de Recursos Humanos e pedir por outra cadeira.

Em escolas não deve ser diferente,  crianças não podem ficar sentadas acima do nível de superfícies de trabalho e seus pés sem tocar o chão. Se as crianças devem sentar e prestar atenção por longos períodos, as cadeiras devem ser apropriadas para as crianças. Sempre certifique-se que as alturas da mesa de sala de aula está na altura do final das caixas torácicas das crianças. Quando elas estão sentadas, os ombros devem estar relaxados e os antebraços devem estar descansando confortavelmente, com os cotovelos dobrados em um ângulo de 90 graus, nos topos das mesas. As cadeiras devem permitir que o pé ao sentar-se estejam com firmeza no chão com quadris, joelhos e tornozelos dobrados em 90 graus.

Dicas para ajudar as crianças a sentarem-se bem.

Sentar-se, embora pareça fácil, é complexo. A capacidade de estender o corpo sem esforço contra a gravidade, ter impulsos de dfreio, filtrar as distrações e se concentrar em uma tarefa desafiadora por longos períodos de tempo depende de um alto grau de maturidade neurológica e de força física e estabilidade.

Se tronco de uma criança e sua coluna são fracas, e ele está lutando para sentar-se ou permanecer sentado, ele está usando seus recursos mentais e físicos, a fim de cumprir com as exigências e não canalizando-os para aprender suas lições.

Há várias coisas que podemos fazer na escola para ajudar as crianças a manterem uma boa postura e alinhamento, que irá facilitar o trabalho de suas mãos, olhos, ouvidos e cérebros para a aprendizagem. Os movimentos e a posição da cabeça disparam o nervo do ouvido interno que informam ao cérebro que os músculos precisam se estender fortemente contra a gravidade e que este precisa estar alerta para o meio ambiente.

Certifique-se que ao estar sentanda o pé das crianças estão apoiados no chão. Existe um mecanismo que transmite um sinal para a coluna estender quando há pressão sobre a parte inferior dos pés. Ensine as crianças a se certificarem de que seus ísquios estão apontando para baixo enquanto eles estão em suas cadeiras. Você sabe onde seus ísquios estão? Coloque a sua mão entre você e a cadeira quando estiver sentado, e sinta o osso grande e pontudo em sua pélvis que se projeta para baixo. Quando os pés estão firmemente tocando o chão e os ísquios estão apontando diretamente para baixo na cadeira, um forte sinal postural é enviado até a coluna vertebral.

Infelizmente, muitas cadeiras escolares são projetadas e construídas de forma que as cadeiras são fáceis de empilhar e armazenar, em vez de serem pensadas para o conforto das crianças e a postura.  É realmente difícil de se sentar nessas cadeiras corretamente. Às vezes, um reparo fácil para isso é colocar um par de livros de bolso no assento.

Você pode pedir as crianças para fazer alguns movimentos e correções posturais antes de começar a fazer as tarefas. Pedir para eles colocarem os pés no chão, levantarem os braços acima da cabeça, para os lados,e puxar. E, em seguida, colocar os ombros tão alto quanto eles conseguirem e depois trazê-los de volta, e soltar.

Na escola muitas crianças têm que sentar  no chão em círculo. Ficar sentado no chão por longos períodos é difícil. Sentar-se em tal proximidade a outros sem mobília pode ser ameaçador para alguns. Ser forçado a sentar-se por mais de alguns minutos pode ser doloroso, e promove a má postura.

Por fim, não deixe que crianças sentem em “W”. A postura em “W” é prejudicial para as articulações e impede o desenvolvimento da criança, e deve ser desencorajado. Se você encontrar uma criança sentada com as pernas em linha reta e os braços apoiados por trás, ele está gastando tanta energia apenas para manter a postura que ele tem pouca sobra para assistir à aula. Ele está sentado dessa maneira porque as costas não são fortes o suficiente para segurá-lo.

Se há uma variedade de opções nos lugares onde serão feitos os círculos, como cadeiras, almofadas de meditação e cadeiras de chão, as crianças podem escolher o que funcionará melhor para eles. O tempo do círculo deve ser curto e focado. Se o professor se encontra continuamente repreendendo a classe por  não ser capaz de sentar-se e parar durante o tempo de círculo, é hora de mudar.

Post: Mind in Bloom

Imagem: rustman

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.