Abuso sexual de idosos: “conspiração do silêncio”

0
1165

Quando a mídia fala sobre os tipos de crimes que acometem as pessoas idosas muito se fala sobre a violência física, psicológica e moral. Muito tem a se dizer sobre o abandono material, afetivo e o abuso econômico que os idosos sofrem. Porém pouco se diz acerca da violência e abuso sexual.

A violência sexual contra os idosos, em particular sobre as idosas, parece fazer parte da “conspiração do silêncio” contra o envelhecer, citada por Simone de Beauvoir. Em seu livro, “A Velhice”, a autora fala da imagem de velhice como uma fase temida e apavorante da vida, como se fosse uma fase em que qualquer ideia de sexualidade devesse ser tolhida e não comentada, sendo a repressão da sexualidade do idoso também uma forma de violência sofrida por eles.

Por serem as idosas as principais vítimas desse tipo de violência, dando continuidade aos tipos injustiças sofridas pelas mulheres em uma sociedade tipicamente patriarcal, precisamos desde já lutar contra essa herança violenta e tirar esse tipo de crime do silêncio.

A maioria (cerca de 95% dos casos de violência sexual contra idosas) envolve mulheres com problemas em pelo menos dois de três domínios cognitivos, que vivem em instituições de longa permanência e, são agredidas, com mais frequência, por outros residentes.

As mulheres com maior dificuldade de andar são ainda mais vulneráveis. Os principais tipos de abuso cometidos são beijos forçados, atos sexuais não consentidos e bulinação do corpo da mulher (dados do Ministério dos Direitos Humanos atualizados em 05/09/18).

Segundo Genival França (Medicina Legal, 2016, p. 285), gerontofilia é a atração de certos indivíduos ainda jovens por pessoas de excessiva idade. Na maioria das vezes, são do sexo masculino e procuram em ambientes reservados mulheres velhas para a prática sexual.

Se essas mulheres estiverem em estado de fragilidade, física e mental que podem levar a sua vulnerabilidade, impedindo o exercício de sua sexualidade pela incapacidade de consentir ou repelir, podemos falar em estupro de vulnerável, não mais em amor ou fantasias sexuais com pessoas jovens.

O Protocolo de Identificação do Idoso Vulnerável conta com várias perguntas que permitem a constatação do estado do idoso, de modo instrumental, com base na idade, saúde, limitações, incapacidades, resistência e autopercepção, está disponível aqui.

Homens idosos também são vitimas de abuso, as mulheres ganham mais relevância neste artigo porque infelizmente elas são em maioria vítimas potenciais neste tipo de violência específica cometida contra o idoso. 

Dica de livro!! A Velhice , da autora Simone de Beauvoir, uma das feministas de maior destaque da nossa história, filósofa de grande destaque do existencialismo, ativista política, escreveu esse ensaio bastante realista, considerado cruel na época de sua publicação, por isso foi considerado bastante polêmico, mas é carregado com a sensibilidade típica da autora.

Vocês podem comprar uma versão linda dele, em capa dura, da coleção da Biblioteca Áurea, que tem outros títulos da autora e de outros escritores incríveis, clicando aqui.

Fontes:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.