Se você tem alguma dúvida sobre os malefícios das longas horas que as crianças passam assistindo conteúdos nas telas, aqui vão informações de um artigo vai te dar motivos para deixar a TV DESligada (e o tablet pode ir junto no pacote!!). O estudo que vamos mostrar hoje é de 2009, ou seja, faz tempo que se pesquisa a relação entre telas e atraso no desenvolvimento.

Por que esse estudo está aqui? Porque ele têm sido usado como uma das referências para entender quais as características do conteúdo televisivo que “faz mal”. E sim, o estudo descrevia características de atraso de desenvolvimento, como: problemas de atenção, memória, linguagem e sociabilidade. Além de diminuição no reconhecimento e da compreensão na leitura. 

O “ponto alto” do artigo, é a identificação das características principais dos conteúdos dos vídeos infantis vistos habitualmente pelas crianças que possuíam esses atrasos: animações realistas (com personagens humanos e animais), vídeos voltados para educação infantil, cenas amplas com poucos closes nos personagens, histórias ininterruptas, altas taxas de quadros de animação.

Uma característica entre as famílias que chamou atenção nesse estudo, é que a família desses bebês com atraso costumavam até os deixarem assistindo a TV mesmo com o som desligado.

Características e hábitos que parecem não ter mudado muito, concordam? Ah, e vem mais post por aí (com referências mais atuais) falando disso… 

Fonte: A preliminary study on the relationship between characteristics of TV content and delayed speech development in young children | Infant Behavior and Development | Volume 32, Issue 3, June 2009, Pages 312-321

DEIXE UMA RESPOSTA

16 − doze =