A rotina das atividades de lazer

0
2685

O profissional capacitado para lidar com a rotina dos clientes e seu desempenho durante as atividades de lazer é o terapeuta ocupacional. Quem tem o hábito de visitar o site e ler nossos posts já percebeu que nós, terapeutas ocupacionais, estamos sempre olhando para as atividades que permeiam a vida dos clientes e discutindo como usá-las de forma a estimular as funções cognitivas (além de outras, é claro!).

O post de hoje é um lembrete para todos os profissionais de outras formação e também para os terapeutas ocupacionais da importância de organizar as atividades de lazer dos clientes. Tenho observado que muitos terapeutas ocupacionais estão preocupadíssimos em desenvolver e em empregar atividades, mas poucos estão dedicados a olhar a vida do cliente como um todo.

As atividades de lazer são tão essenciais quanto as outras para a qualidade de vida das pessoas. Sendo assim, observar o desempenho dos clientes durante essas atividades, adaptá-las de acordo com o perfil ocupacional e estimular a sua realização é papel do terapeuta ocupacional.

TODO TERAPEUTA OCUPACIONAL DEVE DEDICAR SESSÕES AO ESTUDO E ORGANIZAÇÃO DA ROTINA, o que inclui as atividades de lazer.

Se você é cliente ou familiar, converse com seu terapeuta ocupacional sobre as atividades que gostaria de realizar, mas tem dificuldade; Se você é profissional, encaminhe seu cliente para um terapeuta ocupacional que possa trabalhar a rotina e adaptá-la de acordo com o perfil funcional e se você é terapeuta ocupacional, avalie o quanto você trabalhando essa questão.

Fica a dica…

Ana K.

Sou terapeuta ocupacional de formação, comunicadora por dom e experiência ao longo dos 10 anos frente ao reab.me; empresária que aposta na produção de produtos e conteúdos significativos e com propósito para ajudar as pessoas que precisam dos cuidado da reabilitação. Editora-chefe do Reab.me. Terapeuta Ocupacional (UFPE) com especialização em Tecnologia Assistiva (UNICAP). Mestre em Design (UFPE). Sou autora de 4 livros de exercícios para estimulação cognitiva que servem como material de apoio em contextos terapêuticos que visam a manutenção ou melhora de disfunções cognitivas. Sendo eles: - 50 exercícios para estimulação cognitiva: o cotidiano em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a culinária em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva: a família em evidência; - 50 exercícios para estimulação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem. No mais, sou Ana, esposa de Fábio, mãe de Olga e Inácio. Praticante de meditação e yoga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.