3 Estratégias Sensoriais para Crianças com TEA, TDAH e TOD na Escola

0
3726

Estivemos no III Encontro Brasileiro de Integração Sensorial promovido pela Associação Brasileira de Integração Sensorial – ABIS – e acompanhamos, dentre outras, a palestra de Ayola Palacios (Colômbia) que contou sua experiência sobre “Transtornos da Regulação Sensorial e Problemas de Atenção e Concentração em Crianças Escolares.

Para trazer uma pílula de conhecimento técnico que pode ser útil à intervenção, e exemplificar como as estratégias de IS podem ser aplicadas em outros ambientes da vida dos pacientes, trouxemos 3 estratégias para a escola que foram mencionadas na palestra.

(Se você quiser ir “além do técnico”, uma sugestão de leitura: Integração Sensorial: para ir além dos balanços….)

As estratégias citadas a seguir, podem ser aplicadas para facilitar a atenção e concentração em crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), Transtorno Opositor Desafiador (TOD) e Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

1. Uso de cabine individual para sala de aula

A cabine individual pode ser utilizada durante alguma atividade específica, seu aspecto principal é o isolamento visual para melhor concentração na atividade, evitando quaisquer distrações.

2. Fazer atividades em pé

Observe as preferências das crianças: para as que preferem escrever verticalmente, a dica é que você fixe uma folha na parede e incentive que a criança execute suas atividades na posição de pé.

3. Abafadores de ruído

Quando os sons começam a incomodar, a ideia é que esse abafador de ruído funcione como um filtro das informações, diminuindo a frequência das mensagens enviadas ao cérebro, fazendo-o focar melhor no que foi lhe pedido.

Essas são 3 estratégias de tantas outras que podem ser prescritas em contextos terapêuticos. Não são as únicas e, como destacado na frase anterior, precisam ser prescritas. E, só prescreve quem estuda e tem o conhecimento técnico, concordam?

(Sugestão de leitura: Integração Sensorial: para ir além….)

Um detalhe a mais que é válido porque leva em consideração o contexto social da criança. Diante da escolha e uso de mobiliários e equipamentos, é importante deixar os materiais dispostos em quantidade pela sala de aula para oportunizar que as outras crianças, se assim quiserem, experimentem e façam uso do mesmo material.

Gostou das dicas? Lembre-se a indicação de estratégias e produtos para facilitar a adaptação de crianças Autistas ou com qualquer dificuldade deve ser feito por um profissional especializado da área.

 

Imagem Freepik

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.