Abilites Expo 2017: Impressões Sobre a Feira de Chicago

0
1225

Anualmente acontece a Abilites Expo, uma feira sediada em alguns lugares nos Estados Unidos, de Tecnologia Assistiva, que traz o que tem de mais avançado e inovador no mundo de tecnologia de apoio a pessoas com deficiência. Neste ano, a Inclusão Eficiente SP, trouxe um grupo de Terapeutas brasileiros para visita a feira, workshops, e instituições como universidades e centros de reabilitação, com tradução e discussão em português.

Sabe-se que em tecnologia, tudo que for lançado hoje, ano que vem pode estar ultrapassado, já que tudo acontece muito rápido neste ramo, faz-se necessário então, uma atualização continua para oferecer o melhor a todas as pessoas que tem a sua independência ligada a estes suportes.

É preciso destacar a diferença de acesso do mercado norte-americano e o brasileiro. Infelizmente o abismo não acontece só na produção dessas tecnologias e sim na compra dos equipamentos, frente ao valor de mercado que apresentam. Sabemos que há linhas de créditos e até mesmo diminuição de imposto frente a processo judicial, porém nem assim consegue-se atingir o grande público.

Nas adversidades entre necessidade e oferta, a principal discussão fica a par de que desenvolver produtos é o que mais precisamos e posterior a este processo a luta por políticas públicas que permitam que o uso e a criação de equipamentos caminhem juntos e o foco da tecnologia assistiva, que é ampliar ou permitir independência e autonomia, seja alcançado.

Como não poderia ser diferente, o foco foi o uso de tecnologia para independência, tendo como destaques a alta tecnologia, como sensores com toque mínimo, para que um equipamento pré-programado e customizado às necessidades do usuário, leve a colher até a boca, quando não há movimentos dos membros superiores, o uso de cães em serviço, que geralmente ficam, no nosso inconsciente como algo ligado apenas a deficiência visual, sendo utilizado como guias de suporte para deficiências físicas. Por fim, o carro que dirige sozinho, melhoria em próteses e órteses apareceram, mas nada foi maior do que perceber a participação efetiva das pessoas com deficiência nesta feira.

A todo momento falamos do quão importante é a pessoa com deficiência ser ator da sua própria vida, mas a limitação de acessibilidade é muito maior que a vontade de participar de todos os contextos, seja este escolar, de trabalho, ou mesmo social. Na feira e em Chicago de um modo geral percebemos que participar é uma cultura eminente, a vontade não é barrada por barreiras arquitetônicas, e por que não dizer cultural de que pode-se fazer tudo que for da vontade e necessidade de uma pessoa.  Fica pra gente o desejo de tornar possível, mesmo com muitas barreiras, que a inclusão aconteça, e a tecnologia esta aí para auxiliar e tornar possível.

Termos esta semana ainda, o Congresso de Tecnologia Assistiva dos Estados Unidos em New Orleans-USA, e traremos mais novidades ligadas à área.

Régis Nepomuceno- Diretor da Inclusão Eficiente em parceria com o Reab.me

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA