Terapia Ocupacional: 10 atividades funcionais para aumentar a tolerância em pé!

0
1676

A terapeuta ocupacional Sarah Stromsdorfer compartilhou 10 atividades de tolerância funcional para a postura de pé. Todas sugestões são baseadas em ocupações diárias.

As atividades de tolerância para a postura de pé são para qualquer paciente que tenha uma tolerância reduzida à permanência, o que significa que ele é incapaz de se manter em pé o tempo necessário para completar as atividades de vida diária – AVDs – e as atividades instrumentais de vida diária – AIVDs.

Todas essas sugestões podem ser graduadas, começando pelo tempo que o paciente tolere. Não existe aqui regra! E, como sempre, é válido lembrar que devem ser avaliadas quais as ocupações que o paciente considere relevante, mantendo assim o tratamento centrado no cliente. Além disso, certifique-se de usar qualquer dispositivo auxiliar necessário conforme a necessidade de segurança.

1. Preparando uma Refeição Simples ou Bebida

sanduíche

Preparar uma xícara de café ou uma refeição simples, como montar um sanduíche, pode ser uma atividade de tolerância à posição de pé fácil e implementar. Não exige tantos recursos e está extremamente ligado aos hábitos do paciente. Na reabilitação de pacientes internados, essa é uma atividade possível, desde que os recursos estejam disponíveis e o ambiente esteja preparado.

2. Higiene no lavatório

Uma mulher e uma criança escovando os dentes

Escovar os dentes é uma ocupação diária que pode estar comprometida em pacientes hospitalizados ou acamados em condições agudas. A retomada da posição de pé durante certo tempo, pode ser trabalhada com essa atividade diária. Geralmente, os pacientes e familiares veem com bastante satisfação a retomada dessa atividade de higiene.

3. Tomar banho em pé

Sabonete em cima de uma toalha dobrada

Quando você está trabalhando o “tomar banho” em um contexto de reabilitação, é sempre uma boa ideia ter uma cadeira de banho ou um banco disponível. Uma ótima maneira de trabalhar com tolerância em pé é tentar, se possível, manter-se em pé nas partes do banho relacionadas ao uso do chuveiro (molhar e enxaguar). Isso pode ser por apenas alguns minutos e, gradativamente por todo o banho, dependendo do que o paciente pode tolerar.

4. Organizando armários

Armários de cozinha

Dependendo se você está trabalhando em um ambiente de reabilitação ou em casa, organizar um armário de quarto ou armários da cozinha (ou qualquer lugar que precise) em pé é uma ótima maneira de tirar a atenção da pessoa na tarefa de estar de pé e fazer isso com mais naturalidade. Também pode ajudar o indivíduo a se sentir bem em se organizar.

5. Lavar e / ou Lavar Roupa

Pregadores coloridos em um varal

Esta pode não ser uma ocupação tão divertida para algumas pessoas (e deve-se evitar se o paciente não tiver o hábito de fazer isso em casa). Lavar pratos ou roupas funcional de ajudar a tirar a atenção de uma pessoa da tarefa desafiadora de ficar em pé.

6. Jardinagem

Regador agoando planta

Se o paciente tem um jardim ou apenas alguns vasos, plantar sementes e cuidar das plantas pode ser uma ótima maneira de incorporar a postura de pé e trabalhar a tolerância. Esse tipo de atividade pode ser mais prazerosa para muitas pessoas, quando comparada às atividades domésticas.Visualizar (abre em nova janela)

Plantar sementes ou mudas e ser capaz de ver o progresso enquanto cuida delas também é encorajador e até divertido para os pacientes.

7. Jogando um jogo de cartas ou jogo de tabuleiro

Tabuleiro de xadrez

Outra grande atividade voltada mais para o lazer, em comparação com o gerenciamento em casa, é usar as cartas ou jogos de tabuleiro que seu paciente usava antes de começar a reabilitação. Quando as pessoas estão envolvidas em uma atividade mais divertida, elas podem suportar por muito mais tempo do que se estivessem fazendo apenas uma posição estática.

8. “Compras do mercado”

Ilustração de homem pensando em carrinho de compras

Averiguar o que tem na despensa e organizá-la de casa pode ser uma boa atividade de tolerância a posição de pé. Você pode pedir que os produtos sejam organizados à medida que o paciente vai conferindo, o que tem ou não tem na despensa. Pode, inclusive, ir pedindo que coloque alguns daqueles produtos em recipientes ou na geladeira; pode também reorganizá-los em prateiras mais altas ou baixas.

Lembre de explicar ao paciente sobre as distâncias seguras de alcance (nível dos olhos até o nível da cintura) para garantir segurança extra quando elas forem para casa ou executar sozinhos.

9. Coloração ou Pintura

Pincéis

Não só é ótimo colorir para redução do estresse, mas também é uma atividade que muitas pessoas gostam como uma saída criativa. Se o seu paciente gosta de colorir, mas não tem um toque artístico, você pode retirar livros para colorir adultos que facilitam a coloração. Se eles gostam de pintura, pode usar cadernos de desenho, telas ou até outras superfícies, desde que a segurança não esteja comprometida.

10. Gerenciamento de medicação permanente

Comprimidos e capasulas de medicamento enfileirados

Embora seja uma atividade mais desafiadora e nem sempre possível, essa é uma boa atividade a ser feita se o paciente também puder se beneficiar do trabalho na cognição. Se eles eram anteriormente independentes com seus remédios, esta então é uma ótima atividade para abordar.

Imagem Freepik

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.